Incra suspendeu a realização de atividades externas, como eventos e a entrega de títulos agrários. De acordo com um documento interno do instituto, o motivo foi a falta de dinheiro.

O ofício, assinado por Geraldo José da Camara de Melo Filho, presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, foi enviado na sexta-feira (13/07) para os superintendentes regionais.

O texto diz que “em razão da atual indisponibilidade de recursos, devem ser suspensas quaisquer atividades que envolvam deslocamentos para eventos, mesmo que a entrega de títulos, uma vez que os recursos deverão ser priorizados em ações entendidas como urgentes e obrigatórias”.

O comunicado também informa que “as atividades técnicas de campo, relativas a vistorias, fiscalizações, supervisões ocupacionais, referentes a ações já em andamento, devem ser encaminhadas para as respectivas diretorias, para autorização prévia pelo diretor quanto a sua continuidade, que será sempre pautada na disponibilidade orçamentária”.

O problema teria sido causado pela demora na indicação de recursos parlamentares. Segundo o presidente do Incra, o relator do Orçamento, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), não indicou recursos que devem ser destinados pela emenda chamada de RP9. Esta emenda ficou conhecida como “orçamento secreto” por não seguir os mesmos critérios de transparência de outros repasses parlamentares.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo da política?

Assim, é só seguir o Jornal da Política no Facebook, você vai acompanhar tudo sobre políticaeconomiageral, etc. Siga a gente para saber mais! Participe do nosso grupo no Telegram 👉 https://t.me/jornaldapolitica

Facebook Comments