Jornal da Política – A filha de um ideólogo russo ultranacionalista que defende que a Rússia absorva a Ucrânia foi morta em um suposto ataque com carro-bomba nos arredores de Moscou, disseram investigadores do Estado russo neste domingo.

Darya Dugina, filha do proeminente ideólogo Alexander Dugin, foi morta na noite de sábado depois que um suposto artefato explosivo explodiu o Toyota Land Cruiser que ela dirigia, disseram os investigadores.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia especulou que a Ucrânia poderia estar por trás do ataque. A Ucrânia negou qualquer envolvimento.

Entre no canal do Jornal da Política no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia.

Facebook Comments