No terceiro trimestre deste ano, a Philips registrou um prejuízo líquido de R$ 6,7 bilhões devido a equipamentos com defeito. Diante desse cenário, a empresa holandesa anunciou o corte de 4 mil postos de trabalho em todo o mundo. O grupo tem passado por questões econômicas desfavoráveis.

Atualmente, a empresa conta com cerca de 80 mil funcionários, mas apresentou um expressivo prejuízo após a retirada de aparelhos respiratórios com defeitos do mercado.

Segundo o CEO, Roy Jakobs, o grupo apresentou resultados decepcionantes no terceiro trimestre de 2022.

 

Facebook Comments