Acompanhe o Jornal da Política e fique atualizado com as principais notícias de tudo o que está acontecendo no Brasil e no mundo.

Após reunião com Haddad, Shein anuncia que criará 100 mil empregos no Brasil

0 34

Shein, plataforma que vende produtos importados para o Brasil por meio da internet, se comprometeu a investir diretamente em fábricas no Brasil para produzir em território nacional as mesmas coisas que comercializa em seu site.

O compromisso é o de fazer aportes que possibilitem a criação de 100 mil empregos no país. Os dirigentes da Shein afirmam que vão nacionalizar 85% das mercadorias que vendem aos brasileiros.

A companhia se compromete, também, a aderir a regras de conformidade e a seguir toda a legislação brasileira sobre comércio eletrônico, que veta a comercialização de produtos sem o pagamento dos impostos correspondentes.

Os acionistas da empresa se reuniram nesta quinta (20) com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O presidente da entidade, Josué Gomes, estava presente.

Os dirigentes da Shein pediram o encontro depois que o governo ensaiou acabar com a isenção de impostos sobre a importação de produtos de até US$ 50 por meio dessas plataformas, fazendo com que as taxas sobre eles chegassem a 60% do valor original da compra.

A medida atingiria também empresas como Shopee e Aliexpress.

A regra de que pessoas físicas podem enviar, do exterior, remessas de até US$ 50 a cidadãos brasileiros sem pagar imposto segue, portanto, sem modificação.

O Ministério da Fazenda, no entanto, sustenta que ela abre brecha para fraudes, com empresas usando nomes fictícios e dividindo as vendas superiores a US$ 50 em diversos pacotes para burlar a fiscalização. E pretende estudar fórmulas para estancar a prática.

As empresas buscam o governo para tentar um acordo que evite medidas drásticas.

Além da Shein, acionistas de empresas como a Shopee se reuniram com a equipe econômica.

VEJA TAMBÉM
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Adoraria sua opinião, por favor, comentex