Notícias da Política no Brasil e no Mundo

Novo Bolsa Família tem valor mínimo de R$ 600 por família e mais R$ 150 por criança de até seis anos com valor extra de R$ 50 para jovens de até 18 anos

0 0

O presidente Lula assina nesta quinta (02/03), às 11h, o documento que define os parâmetros do Bolsa Família, que vai ser recriado. Todas as famílias beneficiárias receberão um valor mínimo de R$ 600 e serão criados dois benefícios complementares, pensados para atender de forma mais adequada o tamanho e as características de cada família.

Mudanças no Bolsa Família:

  • Serão concedidos, no mínimo, R$ 600 por família, além de R$ 150 para crianças de até 6 anos.
  • Uma das novidades é o acréscimo de R$ 50 para pessoas acima de sete anos de idade e com menos de 18.
  • O governo avalia que, em média, as famílias do programa são compostas por menos de três integrantes. A expectativa é distribuir recursos da ordem de R$ 13,2 bilhões e atingir 21,8 milhões de famílias.
  • Com a nova legislação, terão acesso ao programa todas as famílias com renda de até R$ 218 por pessoa.
  • O novo Bolsa Família substituirá o Auxílio Brasil, programa similar do governo Bolsonaro e que havia substituído o próprio Bolsa Família.

Leia também: Calendário do Bolsa Família 2023

Famílias numerosas

O governo prevê que, conforme o programa evolua, não haja um limite na transferência de renda. As famílias com gestantes e mulheres que estejam amamentando também deverão ter um benefício extra, de R$ 50.

O modelo de cálculo com base no número de membros da família visa a erradicar a extrema pobreza, diz o governo. Atualmente, o Cadastro Único considera em extrema pobreza pessoas com renda mensal de até R$ 105 por membro da família.

Rendimentos de R$ 105,01 a R$ 210 são classificados como situação de pobreza —e também têm direito a entrar no novo Bolsa Família. Antes, o valor transferido dependia do número de filhos e da faixa de renda de cada pessoa.

Outro aspecto do novo Bolsa Família são as exigências que o governo fará para que as famílias continuem recebendo a renda. Elas deverão apresentar frequência escolar de estudantes e ter cartão de vacinação em dia —como forma de continuar recebendo a transferência de renda.

Receba notícias do Jornal da Política no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/jornaldapolitica

VEJA TAMBÉM
Subscribe
Notify of

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
x
0
Adoraria sua opinião, por favor, comentex