Jair Bolsonaro envolveu-se em uma confusão na porta do Palácio da Alvorada, nesta quinta-feira (18/08). Ao ser provocado por o youtuber Wilker Leão que o chamou de “tchutchuca do Centrão”, o presidente agarrou o jovem e tentou tomar seu celular, antes de a guarda presidencial agir para afastar os dois.

As cenas foram capturadas pelo portal de notícias G1. Um homem, vestindo camisa do São Paulo, faz menções diretas e em voz alta ao presidente, chamando-o de “vagabundo” e “que está ali todo dia para combatê-lo”.

Assista:

 

Bolsonaro, que estava dentro do carro, volta para abordar diretamente o homem e, enquanto o agarra pelo braço e pela camisa, diz “vem cá, vem cá, eu quero falar contigo”. O presidente indica que irá avançar em direção ao homem, mas guarda-costas presidenciais apartam os dois.

Após a cena, Bolsonaro fala com os apoiadores novamente. “Deixa o cara ali, filmar a vontade, é o desespero dele. Ele se baseia apenas no Datafolha e nada mais”, disse o presidente. “Ele deve ser Lula livre.”

O autor das falas contra o presidente seria Wilker Leão, que em seu canal no YouTube se define como “advogado e cabo R/2 do Exército Brasileiro (praça de 2014). De 2015 a 2022 fui auxiliar da Assessoria Jurídica da Secretaria de Economia e Finanças do EB”. 

O produtor de conteúdo tem 13,3 mil inscritos em seu canal, e seus vídeos mostram provocações a bolsonaristas que aparecem no cercadinho do Palácio da Alvorada. Em um vídeo antigo, ele já havia revelado ter sido preso por falar em nome do Exército Brasileiro.

No momento, Bolsonaro era levado ao aeroporto.

Facebook Comments