O deputado Elias Vaz (PSB-GO) e o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) vão apresentar um pedido para que o TCU e o MPF apurem a compra de 60 próteses penianas infláveis realizada pelo Exército, no valor de R$ 3,5 milhões, diz o Metrópoles.

O Portal da Transparência aponta que os gastos foram realizados em três pregões eletrônicos no ano passado. Segundo as especificações, são próteses de silicone com comprimento que varia de 10 a 25 centímetros.

O objeto é indicado para casos de disfunção erétil.

O primeiro pregão teve a compra de dez próteses autorizada em março de 2021, no valor de R$ 50 mil cada, para o Hospital Militar de Área de São Paulo.

O segundo, realizado em maio de 2021, foi para a aquisição de 20 próteses, ao custo de R$ 57 mil, para o Hospital Militar de Área de Campo Grande.

Em outubro do ano passado, um terceiro pregão foi realizado, para a compra de 30 próteses, orçadas em R$ 60 mil cada, para o Hospital Militar de Área de São Paulo.

* Com informações de O Antagonista

 

 

Facebook Comments